uro_imagem_uroginecologia

Uroginecologia

Existe uma necessidade de tratar de maneira interdisciplinar os problemas genitais e urinários das mulheres.A Urognecologia é responsável por diagnosticar e tratar de patologias como  bexiga hiperativa, prolapso genital, incontinência urinária, alterações anatômicas do trato urinário feminino e infecções urinárias de repetição. As mulheres precisam ter a informação de procurar o Urologista sempre que houver problemas no trato urinário, que inclui os rins a bexiga e a uretra, já que são mais atingidas por alguns problemas urológicos, como é o caso das infecções e incontinência urinária.

Doenças mais comuns da saúde feminina que são tratadas pelo urologista

Incontinência Urinaria Feminia

É caracterizada pela perda involuntária de urina. É um problema de saúde mais comum entre mulheres de meia-idade e idosas. Sabe-se que 35% das mulheres após a menopausa sofrem de incontinência urinária ao fazer algum esforço e 40% das mulheres gestantes vão apresentar um ou mais episódios de incontinência urinária durante a gestação ou logo após o parto. Os tratamentos consistem em exercícios do assoalho pélvico, medicamentos e cirurgias.

Infecção Urinaria Feminina

É a presença de micro-organismos no aparelho urinário, que pode ser causada por bactérias, fungos e vírus. A doença, que possui incidência de 80% a 90% em mulheres, é mais prevalente na idade reprodutiva e nas mulheres que estão na menopausa, devido à queda do estrogênio e de micro-organismos que protegem a região íntima. Devido a uma questão anatômica. A uretra feminina é mais curta, o que facilita a chegada da bactéria até a bexiga. Além disso, ela fica próxima da vagina e do ânus, uma área bastante suscetível à presença de bactérias.

Bexiga Hiperativa

O principal sintoma é a vontade incontrolável de urinar. A bexiga hiperativa é um pouco mais freqüente nas mulheres do que nos homens e aumenta com a idade, em ambos os sexos. No Brasil, estima-se que ocorra em aproximadamente 15% dos indivíduos entre os 15 e 55 anos.

Cistite Intersticial

É a inflamação crônica da bexiga, também conhecida como síndrome da bexiga dolorosa, pois se manifesta por dor pélvica constante. O tratamento pode incluir medicamentos, restrições alimentares e procedimentos cirúrgicos. Já sua causa ainda é desconhecida. O objetivo do tratamento dessas pacientes é o controle da dor e a melhora da qualidade de vida.

Cálculo Renal ou Pedra nos Rins

Também chamado de litíase urinária, ou simplesmente pedra nos rins, o cálculo renal consiste em formações sólidas compostas de sais minerais (principalmente cálcio e fósforo) e outras substâncias, como o ácido úrico, por exemplo. Essas cristalizações, parecidas com um tipo de areia, formam-se tanto nos rins quanto na bexiga e atingem os mais variados tamanhos. Além disso, podem migrar pelas vias urinárias, causando muita dor e complicações.